Textos extraídos da coluna Releitura, Jornal Sinal de Fumaça do Terreiro de Umbanda Tribo de Aruanda.
Procure o seu nas casas de vendas de artigos umbandistas.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Harmonizando Atos

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Quando a Gira Girou ... 09/04
Gira de Exú é sempre uma surpresa. Não sei exatamente o motivo de tamanha adoração que esta mesma caiu no gosto dos umbandistas, só sei que comigo não é diferente. O respeito é percebido no ar, como quando passamos em frente a uma escolta policial. Entre caveiras e encruzilhadas, a gira do dia 09 de abril pode ser lembrada fortemente aos que lá estavam pela DISCIPLINA.
Precedendo o trabalho de Exus, o Caboclo Araymá, já ao descer demonstrou certa austeridade. Aquela de quem organiza. E por sua vez nos deu uma verdadeira lição de disciplina.  
Sempre me questionei que nível da vida deveria colocar em prática a disciplina: todos? E virar um estereótipo perfeito do verdadeiro obsessivo, se é que já não o sou. Ou apreciá-la com parcimônia, como a merecida cerveja de um domingo em família?
Sabemos que a voz do bom senso é o melhor remédio e também que não existe maior exemplo do que alguém de confiança para nos mostrar o caminho. Sim, confiança.
Martha Graham (dançarina americana, 1894/1991) dizia que “o corpo é moldado, disciplinado, respeitado, e com o tempo, passa a ser confiável”.  Disciplina e respeito como meio de atingir a confiança, tanto dos outros como de si mesmo. Ou você sempre confia em si mesmo? Tenho certeza que não, pois se Caetano Veloso cantava que: ‘cada um sabe a dor e a delicia de ser o que é’, Clarisse Lispector sabiamente dizia que “Até cortar nossos próprios defeitos pode ser perigoso. Ninguém sabe o defeito que sustenta nosso edifício inteiro...”.  Portanto depois de tantas citações sem sair do tom, digo que O Caboclo Araymá nos desperta para o bem que a disciplina faz em tempos de ‘tudo pode’. Graham, Caetano e Clarisse, para nossa busca diária ao autoconhecimento... a autodisciplina.
Voltando alguns quilômetros na história, observa-se que a disciplina estava diretamente ligada a violência física. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro que nos socorra. Este sábado um exímio artesão fez minha guia de Iemanjá que impecavelmente trabalhada carregava nela uma medalha desta Santa.
O quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro surgiu na Ilha de Creta. Neste, de autor desconhecido, a Virgem Maria é representada a meio corpo segurando o Menino Jesus nos braços. Há a presença dos instrumentos da Paixão de Cristo levados por dois anjos ou arcanjos, com uma inscrição grega na parte superior das figuras.Retrata o movimento do Menino que vê os instrumentos da Paixão, assusta-se com eles e busca refúgio nos braços da Mãe. A mesma, que acolhe o Menino com ternura e compaixão, olha para frente como se estivesse contemplando os sofrimentos de seu divino Filho.
O que isso tem a ver com disciplina? De um lado o cuidado, do outro o medo. Tanto do que não conhecemos quanto do que conhecemos muito bem.
Na Idade Média, a guilhotina está no topo da lista dos melhores métodos para disciplinar aqueles que não seguiam a risca o que deveria ser feito. Usada contra os esquerdistas de plantão, era uma arma temida que serviu para substituir a forca. Por coincidência também matava pelo pescoço. Então se a moda era degolar, que se degole com luxo. Esse era o lema dessa máquina horripilante utilizada também no corte de cana, porém no seu manual de instruções, o aconselhamento era mesmo ao corte de cabeças.
Na gira de Exus nenhuma cabeça rolou, apenas uma tábua. Mas isso deixemos em ‘off’ e atentemos para a palavra norteadora de todo o texto e para aquilo que o Exu dos Rios não comunicou em palavras mas sim em gestos: a disciplina.
Se procurada no dicíonario, esta palavra em sua etiologia nos remete a “discípulo” que significa “aquele que segue”. E como bom seguidor daqueles que confio (sem obsessão), concluo este texto fazendo minhas, as palavras de Fernando Pessoa, que em sua obra “Ricardo Reis – Prosa” nos diz que:
“... a disciplina é um princípio regrador da vida e da obra, que a inteligência aceita como verdadeira e a sensibilidade aceita por boa. Sem a ação, sobre tanto sensibilidade como inteligência, não há disciplina: se a inteligência aceita e a sensibilidade não, há um mero diletantismo; se o inverso, há um conflito esterilizante, anarquisador.”
 De forma inteligente e sensível O Caboclo Araymá, juntamente com outras entidades que trabalharam na Tribo no último dia 09, deixaram a todos, verdadeiros exemplos de disciplina. Não afim de matar a personalidade, mas sim harmonizar os atos. Se por ventura um pouco de disciplina te assuste, clame por Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Qualquer identificação com uma criança sendo carregada no colo é mera concidencia.  
Disciplina é confiança ! Eu confio ...

·         Agradecimento especial ao exímio artesão Milton Jones.

15 comentários:

  1. Uma das coisas mais formidáveis sobre essa fórmula do sucesso – um pouco de disciplina praticada todos os dias – é que ela já traz resultados imediatos. Ao trocarmos voluntariamente erros diários por disciplina diária, experimentamos resultados positivos em curto espaço de tempo. Quando mudamos nossa dieta, nosso corpo, pele e cabelo melhoram junto. Quando começamos a fazer exercícios, nosso nível de energia melhora imediatamente. Quando começamos a ler, um mundo novo se abre imediatamente na nossa frente.
    Por isso devemos "tentar" ter disciplina em todas as áreas das nossas vidas e tentar trocar os pequenos erros pelos pequenos acertos, e com o passar do tempo isso se transformará numa grande onda de prosperidade na sua vida.Disciplina é fundamental!Apesar de às vezes ser tão difícil.....

    ResponderExcluir
  2. Me pego esperando a segunda feira... por que será? Textos ótimos, brilhantes e muito pertinentes nos visitam a cada semana, oriundos dessa cabeça responsável de Marinho Patruni! Eu ouvi certa vez, não sei de quem, uma frase: “ A disciplina é a verdadeira liberdade”. Sempre que penso nisso, encontro um significado novo. O que a disciplina tem a ver com a liberdade? Tudo! Através da disciplina, melhoramos nossa postura diante da vida, temos mais conhecimento de nós mesmos e mais respeito e amor pelos semelhantes. A liberdade está em trilhar um caminho sempre sabendo onde fica o norte. Isso gera em cada indivíduo uma confortável certeza de estar progredindo num rumo certo. Como religião da palavra é muito pequena diante da religião da ação, a disciplina faz do homem senhor de si mesmo, controlador do seu próprio caminho, sujeito e não objeto da sua vontade. Graças a Deus não existe mais o instrumento do Dr. Guilliotin, mas a máxima “orai e vigiai” nos dirige constantemente à disciplina. A prática cotidiana de afirmar o bem, exercitá-lo, fazer autocontrole, disciplina de si mesmo, representam o caminho seguro e iluminado da paz, do conhecimento, do equilíbrio. Penso que a disciplina pessoal consegue reunir as forças dispersas do pensamento transformando-as em luz para vencer os momentos difíceis e obscuros. A cada instante nos deparamos com atribulações e percalços, mas não se conhece um bom marujo em águas calmas... não é mesmo?
    Paz e luz, amigo Mário!
    Moema

    ResponderExcluir
  3. Realmente Marinho, a disciplina é parte fundamental da Umbanda, pois como já dito anteriormente, a Umbanda tem fundamento e é preciso preparar. Preparar nossos corpos para o trabalho, nossas mentes para a humildade e nossos corações para a caridade. Nossa limpeza perispiritual, a mentalização, a corrente. Tudo isso é disciplina, que também se traduz em respeito, por nós e pelas entidades que tanto nos ensinam diariamente.

    Muito bons seus textos meu irmão. Axé, Ney.

    ResponderExcluir
  4. Ao ler me ocorreu a importância de não confundirmos disciplina com simples obrigação ou mero sacrifício...penso que disciplina seja algo mais elaborado. Ter disciplina implica sabermos reconhecer nossas prioridades na vida e então empenhar um esforço para sermos fieis a elas...isso exige disciplina. Ter foco, fazer algo reconhecendo sua importância. Abrir mão de algo em função de outra, priorizar, escolher e ter disciplina para concluir nossos projetos na vida...desse modo concordo com Moema ao lembrar de liberdade e com a Caro ao citar sucesso...com disciplina temos mais condições de exercer nossa liberdade em escolher e concluir nossos projetos na vida e assim atingirmos sucesso em nossas metas pessoais..
    Cléber
    Obrigado pelo texto...hoje ele veio a calhar...ando precisando de mais disciplina...
    Cleber

    ResponderExcluir
  5. Puxa Marinho, da até a impressão que você escreveu esse texto especialmente pra mim... Que ninguém se engane pensando que se consegue disciplina sem muito esforço, é preciso muito trabalho, como o da bailarina, leva muito tempo pra se confiar em si mesmo e ter certeza de que está disciplinado... E estar sempre atento, pois um pouquinho de descuido...pluft... ja se dá uma caidinha... Brigadão e Beijo
    Ana Madu

    ResponderExcluir
  6. Mario, sem nenhuma duvida que a disciplina faz parte da Umbanda. Sem ela as giras não podiam acontecer. Continue assim que teu blog está muito bom. Axé, Fernando - Diretor do Terreiro do Pai Maneco

    ResponderExcluir
  7. adorei ...
    a cada semana você escreve mais encantadoramente ...
    parabéns !!
    Axé

    ResponderExcluir
  8. cara vc tem a leveza e a criatividade da expressão, acredito que a disciplina é fundamental dentro da umbanda, às vezes, sou até chata, pois, quando adentro à gira me considero como se fosse um soldado com a finalidade e compromisso com a causa de trabalhar da melhor forma.

    Rosemeire Azenha

    ResponderExcluir
  9. Diciplina é confiança, suas palavras me fizerem descrever muita coisa da minha vida. Fui sempre muito obdiente ao meu Pai de sangu. Percebo hoje na minha vida que só ganhei com isso. Agradeço sempre a Confiança que tenho pelo meu Babá, pois vivo a disciplina sem nenhum problema. Te pedindo licença, vejo que antecede a disciplina e a confiança, o amor e aFé.

    Valéria Gaya

    ResponderExcluir
  10. Marcio - Pai de Santo Tribo de Aruanda13 de abril de 2011 12:57

    Penso que em nossas vidas nada fazemos sem disciplina, seja na Umbanda ou em qualquer outra atividade que pratiquemos, nada estará ao agrado sem que ela impere. Neste domingo ultimo, assisti a um espetáculo de dança. Eu ali sentado com minha família, além da minha família de sangue, meus filhos de fé, alguns sentados ao meu lado e outros no palco, pessoas, médiuns que estão sempre na gira com seu branco, suas guias e sua “disciplina”. Vi naquele palco, ao estalar de dedos, toques de comando, e todos com muita disciplina obedeciam como soldados compenetrados e atentos. Logo mais, o que vi foi uma segurança em tudo o que faziam, em cada movimento, cumprindo a sua parte no espetáculo. Do meu assento, me senti dentro da ação, fazendo parte do todo. Foi muito bom ver a seriedade e a disciplina com que estes enfrentam todas as atividades em suas vidas. Parabéns a todos aqueles filhos de fé que participaram deste espetáculo, e parabéns a você Marinho, pelo mesmo motivo e também pelo seu blog, cada vez melhor!!!

    Axé

    ResponderExcluir
  11. Muito bom seu texto como sempre.......hehehe
    Parabéns.......Bjsss

    ResponderExcluir
  12. Marinho,
    Tenho lido seus artigos e só posso dizer...
    Que aulas.

    Abraços e saudades.

    ResponderExcluir
  13. mario cesar patruni17 de abril de 2011 04:34

    mais uma vez o seu texto veio "recheado " de conteudos que nós fazem refletir sobre a nossa vida e as nossas acoes, nem sempre tao disciplinadas. sermos disciplinados nao quer dizer que somos uma pessoas chata, metódica, ou tradicional, mas sim que sabemos o que queremos e buscamos para o nosso crescimento. temos muito o que aprender com os povos do oriente que perseveram, crescem e vencem atraves de suas atitudes e açoes baseados na disciplina. que OGUM continue te iluminando para que voce continue a nos brindar com esses textos fabulosos! um grande beijo.

    ResponderExcluir
  14. Elza Maria Patruni17 de abril de 2011 11:51

    Acho que na nossa vida, tudo o que quizer-mos fazer bem, exige de nós muita disciplina, que só conseguiremos com muito esforço e determinação.Sem disciplina você não irá a lugar nenhum.Desde o atleta que encara horas de exercicio, disciplinadamente, ou o cientista que passa horas dentro de um laboratório,ambos exercem uma enorme força de vontade e disciplina a si mesmos.
    Com disciplina, temos condições de escolher e focar diretamente naquilo que queremos.
    O "Sucesso", é a soma de pequenos passos e muita disciplina !!!
    Parabéns pela maneira como você transmite seus pensamentos.
    Um grande abraço de sua mãe que muito se orgulha de você...

    ResponderExcluir
  15. não são posts comuns, são ensinamentos, parabéns pelo blog!
    beijos,

    ResponderExcluir