Textos extraídos da coluna Releitura, Jornal Sinal de Fumaça do Terreiro de Umbanda Tribo de Aruanda.
Procure o seu nas casas de vendas de artigos umbandistas.

domingo, 15 de maio de 2011

FALOU E DISSE !

- O que é isso no seu ponto?
- Um sol.
- E isso?
- Uma lua.
- Aqui em baixo são ondas?
- Sim.
- E essa coisa em cima das ondas?
- Uma caveira.
- Hum... não parece uma caveira.
- Não né?
- Não.
- Nem te digo o que parece ...
(gargalhadas).

                Este sábado fui cambone do Sr. Exú Tranca Ruas e esta conversa diz respeito ao momento em que ele riscou ponto.
Esta sentindo o inverno? Neste exato momento ouço “Killing me Softly” e tomo uma taça de vinho. Não, essa música não reflete algum estado depressivo de minha parte. Por mais engraçada que possa ser a situação, esse Hit dos anos 70, juntamente com minha garrafa de Campo Largo, são para mim indícios de inverno. O frio nos deixa mais recolhidos, reflexivos. Aproxima e afasta. Nos aproxima  e afasta de nós mesmos. Se o calor nos despe, o frio nos veste. Ontem o que me vestiu foi o respeito pelo que vi.
Se você perceber em meu diálogo acima com o Exu Tranca Ruas, não o chamo de ‘Meu Pai’ nem tampouco digo ‘com licença, posso fazer uma pergunta?’. Preciso mudar minha atitude frente às entidades. É que me sinto ao lado de amigos e acabo falando como falo com qualquer outro que me cerca. Acredite, não se trata de falta de respeito. Em dado momento, Tranca Ruas pediu que eu enche-se uma taça com vinho e oferece aquela donzela (fazendo referencia a uma Pomba-gira que dançava). Em respeito a ele e ela, fiz.
Respeito é um sentimento de estima, específico de consideração pelas qualidades reais do respeitado. Do latim, “respicere”  significa olhar para trás. Junto com respeito vem a consideração,  identificação e o ‘colocar-se no lugar do outro’. Exú dos Rios disse ontem para não fazer-mos com os outros aquilo que não gostariamos que fizessem pra nós mesmos. Quer maior lição de respeito que esta?
O papo com o Exú dos Rios estava tão bom que perdi a noção do tempo. Hoje, no literal da palavra ‘respeito’, olhei para trás e achei minha noção de tempo no hit “Killing me Softly”. Um tempo passado que respeito. Nos anos 70 a música voltava a ser popular e tudo acabava nas pistas de dança. Como o amor ou a falta dele é uma constante em qualquer época, temos também as baladas românticas, como a que ouço agora. Se no rádio era só ‘Embalos de Sábado a Noite’, na televisão era ‘Irmãos Coragem’, ‘As pupilas do Senhor Reitor’ e ‘Gabriela’. Bateu saudades foi? Desculpa, com todo respeito, sou de 85. Nessa época devia estar planejando meu reencarne. Infelizmente, pois esta sem duvida é uma época que gostaria de ter vivido.
Olho para trás com respeito, para frente também. Ontem olhei para o lado e me deparei com vários exemplos concretos desta palavra. Enquanto um limpava o chão, outro acendia a vela. Enquanto uns davam as mãos, outro servia à donzela. Péssima rima, melhor parar. Se não convenço na rima, prometo me esforçar para convencer-lhes o fato de que ninguém é melhor que ninguém. Estamos sim em condições diferentes.
Exu dos Rios me contou sobre reuniões que são feitas no plano espiritual para tomada de decisões e que a palavra final era do chefe da casa, Pai Joaquim. “Rola algum quebra-pau nessas reuniões?” perguntei como falo com um amigo. Não, o que prevalece é o respeito. Somos todos iguais, em tempos, posições e situações diferentes.
Respeito é um dever. Não apenas com seu semelhante, mas consigo mesmo. Enquanto iguais, respeitemos a diferença. Enquanto diferentes, respeitemos de igual forma àquilo que nos faz crer que: sermos iguais, diferentes ou mesmo parecidos é o que nos esquenta por dentro quando lá fora esta frio. Salve o respeito, salve a diferença.
Exú dos Rios ‘falou e disse’!
Se você usa este termo, os tempos da brilhantina ainda falam alto ‘a beça’ em você ‘bicho’.“Killing me Softly” acabou faz tempo. Quem assume a trilha sonora do meu texto agora é  ABBA, outro marco dos anos 70.
 Respeito é bom e eu gosto.
Inverno é bom e eu gosto.
Hit dos anos 70 é bom e eu também gosto.
ABBA daba dooooo !!!!


11 comentários:

  1. hehe...tem que postar o link curtir nos blogs!!!
    By Josi Alcantara!!!

    ResponderExcluir
  2. Marinho, lido e anotado. Os pontos são realmente cheios de desenhos, algumas vezes fora do bom senso. Axé, Pai Fernando - Terreiro do Pai Maneco

    ResponderExcluir
  3. Carolina Patruni16 de maio de 2011 07:29

    Comecei a ler esse texto e ele veio na melhor hora...logo lembrei de uma amiga que passou por uma decepção nesse final de semana...não preciso comentar aqui o que aconteceu....mas na minha opinição foi desrespeitada, então indiquei o blog para ela refletir..Para mim respeito é o ato de não fazer aos outros o que jamais gostaríamos que fizessem com a gente.É dar espaço para que os outros expressem suas opiniões, sem discriminações ou punições,é não maltratar pessoas, animais,natureza,etc, simplesmente porque nos consideramos certos ou melhores.

    ResponderExcluir
  4. Uma dica: o fundo preto com letras brancas prejudica muito a leitura do seu conteúdo, que é bem bacana...

    ResponderExcluir
  5. Olá, gostaria de outra sugestão de cor se possível ! nao consegui enviar esta mensagem diretamente a você devido a mesma não ter identificação ! abraço e obrigado pela dica !

    ResponderExcluir
  6. Que gostoso esse texto Mário!
    Respeito a si mesmo, ao outro, ao mundo!

    Abraço forte.

    ResponderExcluir
  7. Marcio - Pai de Santo Tribo de Aruanda17 de maio de 2011 11:40

    Me respeite rapaz!

    Quem nunca ouviu isso? Para si ou para alguem que estava ao seu lado, em casa, na escola, no trabalho, em tantos lugares.

    Mas, respeito não é submissão, e isso para mim é um sinal de imposição, autoritarismo, não que as vezes não seja necessário

    com algumas pessoas, mas somente quando o respeito não impera, não esteja presente. Respeito é saber quando começa e quando

    termina o direito do outro. Respeitar o proximo e saber que assim esta agindo corretamente. Mas o que é correto para mim,

    pode não ser para você. Então o respeito depende muito mais do bom senso do que propriamente da intenção. Respeitar para

    ser respeitado, respeitar uma maneira de agir, de ser, de viver,de amar. Maneira que pode ser julgada por muitos, mas mudada por poucos.

    Quando chama-se a atenção de alguem, ou se é chamado a atenção pela falta de respeito e se pega na alma, muitas vezes depois de tanto sofrer,

    as pessoas acabam por ouvir de outra forma as mesmas coisas e ai mudam de pensamento. Mas à que se ter respeito. Aquilo que aparentemente não tem importancia

    significante neste momento, outrora pode parecer a razão da existência, a tabua de salvação. Respeito, companheirismo, cumplicidade.

    Respeitar para ser respeitado, em todos os sentidos da vida.

    Axé

    ResponderExcluir
  8. Mario, meu lindo...
    Engraçado né? Passei por uma situação no início dos feriados da Páscoa a qual me senti profundamente desrespeitada, em seguida você postou aqui sobre o perdão... Foi difícil, levei umas duas semanas para assimilar... e ainda estou assimilando, ainda mais quando a pessoa que me desrespeitou, quando procurado para prestar esclarecimentos me diz com todas as letras: _ Não quero respeitar, não quero conversar, não quero nada, sou assim e pronto. Sem se dar conta que havia outra pessoa do outro lado aguardando esclarecimentos.
    Ainda estou assimilando, perdoando, entendendo o que leva pessoas generosas e boas a se portarem dessa maneira? Só me ocorre uma coisa, egoísmo, imaturidade. Respeito é bom e eu gosto, você gosta, todos gostamos... Se temos compromisso com um trabalho, com uma instituição ou com uma pessoa devemos respeitar, pois o compromisso que assumimos faz parte das nossas escolhas, então nada de bater o pézinho, fazer manha e dizer _ Não quero respeitar!!!

    ResponderExcluir
  9. Marinho, muito bom seu texto e seu enfoque sobre o respeito. Será que os humanos sabem realmente o que é respeito? Me parece que aos olhos do mundo essa palavra caiu em desuso, não acha? Os homens vivem num completo desrespeito a tudo. Desrespeito ao planeta que nos abriga, aos irmãos animais, aos semelhantes, a tudo mesmo! A indignação nos impele a perguntar se temos o direito de estar aqui... Hoje respeitar alguém é tarefa complicada, mas extremamente necessária ao nosso crescimento espiritual. Todos somos irmãos na caminhada para a evolução. Uns estão mais e outros menos conscientizados espiritualmente e é aí onde mora o desrespeito, porque o respeito e o amor andam de mãos dadas. Não falo do amor piegas, banalizado. Falo do amor universal , a única linguagem que não necessita de tradução. É entendida no olhar de quem dá e no coração de quem recebe. O respeito passa por aí. Ele é este amor de coração aberto para compreender o outro, exercitando a generosidade.
    Paz e luz querido Marinho!
    Moema

    ResponderExcluir
  10. acredito q o respeito seja a coisa mais dificil de de viver... temos q nos aceitar em primeiro lugar, mas visando tudoo q é diferente e oposto, e aceitar isso tambem, visto q nao é necessario compartilhar de tudo isso...

    ResponderExcluir